h1

Andamento do trabalho

6 de fevereiro de 2010

Dia 5 de fevereiro, tive a oportunidade de discutir no Centro Brasileiro de Análise e Planejamento algumas reflexões preliminares sobre o desenrolar dos acontecimentos em Porto Príncipe nos dias que sucederam o terremoto. O auditório estava cheio, e após uma descrição etnográfica do que vimos, e de algumas reflexões, o debate foi vivo e entusiasmado. O interesse do público deixou clara uma especial sensibilidade para a situação deste país. No momento, estou elaborando um texto mais completo sobre o terremoto, que deve ser publicado em Novos Estudos Cebrap com fotografias de Cris Bierrenbach. Também nos perguntaram sobre o faremos a partir de agora. Bom, estamos fazendo muitas coisas e, na medida do possível, iremos informando sobre os passos da equipe.

O projeto sobre o impacto do terremoto nas instituições de ensino superior está a todo o vapor, e esperamos ter um relatório até o final de fevereiro. Seguimos fazendo um trabalho prático, tentando que alguns recursos cheguem diretamente aos afetados, e promovendo a reunificação familiar.

E daremos continuidade a algo que já iniciamos no ano passado.

Um dos propósitos do nosso trabalho era disponibilizar para o leitor brasileiro obras clássicas do pensamento haitiano. Estamos concluindo a tradução do volume maravilhoso de Jean Price-Mars, Assim falou o tio, publicado originalmente em 1928 e que em breve será publicado em português com tradução nossa. Do mesmo autor, publicaremos também o opúsculo “A vocação da elite”, que veio a público originalmente em 1919, e estamos organizando uma coletânea de textos de Antenor Firmin (Da igualdade natural das raças humanas) e Thomas Madiou (História de Haiti), ambos autores do século XIX.

Nosso propósito é que um maior número de pessoas tenha acesso à produção intelectual deste país que nos fascina e entusiasma.

Prá já, recomendamos a todos os interessados os seguintes romances: O reino deste mundo, de Alejo Carpentier, e Os farsantes, de Graham Green – ambos publicados em português. E não deixem também de ler Os jacobinos negros, C.R.L. James.

Omar Ribeiro Thomaz

Anúncios

6 comentários

  1. Muito obrigado pelas recomendações de leitura. Estarão sem falta entre as minhas próximas. E os projetos de tradução aos quais vocês estão se entregando são importantíssimos para conhecermos melhor esse país assolado por tantas desgraças, humanas e naturais.


  2. Obrigado pelas recomendações. Esperaremos ansiosos pela tradução! Abraço e força!


  3. Olá pessoal.

    Muito o bom o contraponto que vocês tem feito contando a verdade sobre as catástrofes do Haiti, ao contrário da maioria da mídia impressa e televisiva.

    Segue link de charge que o coletivo de cartunistas que faço parte realizou.

    http://miseriahq.blogspot.com/2010/02/ajuda-no-haiti.html

    Se interessar publicar no site de vocês, ou se precisarem de ilustrações, tiras e charges para algum material de vocês nos comunique

    revistamiseria@yahoo.com.br

    Abração,

    João (o de Jacareí, não o Campinho)


  4. e que vocês recomendaram para os coitados dos haitianos ? A cartilha do PSTU ?


  5. Olá! Meu nome é Rafael Neves, e sou editor do Jornal Comunicação, da UFPR, e gostaria de fazer uma pauta para uma matéria sobre os brasileiros que estiveram atuando no Haiti. Aqui na UFPR temos o Cenacid, um grupo composto por pesquisadores de diversas áreas que também esteve em missão em Porto Príncipe.

    Será que poderiam passar um contato para uma entrevista por telefone e/ou e-mail?
    Se sim, podem passar pelo e-mail:
    rafael.na@ibest.com.br

    Desde já, agradeço

    Rafael Neves
    Editor do Jornal Comunicação UFPR


  6. Olá, Voces escreveram algum artigo ou texto desde 06 de fevereiro?



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: